carnaval

Porque eu defendo duas férias por ano, no mínimo

post-do-colaborador

Liguei para a cliente pra saber se ela recebeu o voucher da viagem por e-mail. Ela disse que sim, que estava muito empolgada para a viagem e já estava pensando nas próximas, que era para eu não esquecer dela quando surgisse promoções! Claro, eu lembro de todos que me falam isso, de cabeça. Perguntei qual a melhor época para ela e a família viajarem, para eu enviar algumas propostas, com ou sem promoção. Sugeri o feriado da Semana Santa.

1 – Para me explicar que ela não pode viajar na Semana Santa, ela me contou sobre um casamento do filho da prima dela de segundo grau, que mora em Belo Horizonte e vai casar dia 25 de Abril com a noiva que é do interior de São Paulo. E que mineiro “a gente sabe como é”, não convida, intima. E assim, cinco minutos depois, enfim eu concluí que ela não poderá viajar na Semana Santa.

2– Para me explicar quando ela poderá viajar, contou que “os meninos” agora estão no ensino médio, e a mais velha mudou de escola, está no PH, e “todo mundo sabe como é o PH, né… quase um quartel!”, e está sofrendo muito com a mudança de escola, que na escola antiga ela sentava em uma carteira confortável, espaçosa, numa sala com no máximo 20 alunos, e que agora no PH parece até que já é um treinamento para o ENEM, porque as carteiras são estreitas demais (não entendi a relação), muito próximas umas das outras, que o cabelo da menina que senta na frente da filha dela vive encostando no caderno dela, que todas as classes tem aproximadamente 50 alunos, e com esse ritmo de ensino é melhor ela não faltar muitas aulas. Por isso, finalmente, ela acha melhor viajar somente no período de férias, ou nos feriados.

“Aí, Thalita, vê pra mim alguma promoção nas férias, na alta temporada (porque sempre tem promoção na alta temporada, claro!), e depois se você puder me passar o seu CELULAR por e-mail, que aí se eu tiver algum problema nessa viagem agora semana que vem, eu TE LIGO DURANTE O CARNAVAL. Tá? Beijinho.”

foto: I Hate Flash

Colaboradora do Blog

Thalita Peron é turismóloga, já foi da noite (calma, nāo é nada disso) e hoje coleciona histórias de pessoas que sāo apaixonadas por viajar, e realizam sonhos com sua ajuda em uma agência de intercâmbio no Rio de Janeiro.

3 comentários sobre “Porque eu defendo duas férias por ano, no mínimo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s